Ir direto para menu de acessibilidade.
Brasil – Governo Federal | Acesso à informação
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Alunos de Pesca visitam empresa que exporta pescado de Bragança para os EUA

  • Publicado: Quarta, 04 de Julho de 2018, 15h58
  • Última atualização em Segunda, 12 de Novembro de 2018, 15h50
  • Acessos: 794
imagem sem descrição.

Alunos do curso integrado de Pesca visitaram as instalações da empresa GPesca, sediada na comunidade do Bacuriteua, em Bragança, a fim de conhecer procedimentos e conversar com profissionais que atuam no setor pesqueiro. A visita técnica, no dia 26 de junho, foi conduzida pelo professor Josinaldo Reis, o tio Bill, como atividade prática da disciplina Empreendedorismo na Pesca. 

A GPesca desenvolve na região atividades relacionadas à captura,  beneficiamento e comercialização de pescado desde 2002. A engenheira de pesca Karla Monfort, responsável pelo controle de qualidade desde 2011, acompanhou os estudantes do IFPA campus Bragança. Ela apresentou à turma o funcionamento da empresa, desde da recepção do pescado no porto, até o beneficiamento, embalagem e transporte.

“A capacidade produtiva de nossa empresa vem em uma ascendente. Atualmente conseguimos fechar cerca de 23 toneladas por dia”, diz Karla Monfort.  Segundo a engenheira, o pargo (Pagrus pagrus) é a principal espécie comercializada pela empresa, exportada principalmente para Florida nos Estados Unidos. A pescada amarela (Cynoscion acoupa) também tem lugar de destaque na produção.

Depois da visita, o grupo de estudantes foi recebido pelo senhor Gilvan de Paula, que administra a GPesca. O empresário falou sobre a trajetória da empresa e sobre as dificuldades do setor, o que segundo ele segue carente de mão de obra qualificada: “Um mestre de barco ganha bem, mas está ficando cada vez mais difícil encontrar mestres bons. Hoje os jovens não querem trabalhar na pesca".

Gilvan citou a burocracia e alta carga tributária como as principais dificuldades para se abrir e manter uma empresa. Destacou também que a iniciativa da GPesca na região, além de gerar postos de trabalho, mantém ativas ações sociais junto à comunidade onde se insere, voltadas principalmente para os filhos dos pescadores. Atualmente são ofertados cursos de informática e aulas de judô.

 A GPesca é uma das principais exportadoras de pescados da região Norte, tendo Miami, nos Estados Unidos, como destino da maioria do pescado beneficiado.

 Tornar mais fácil a compreensão da importância do empreendedorismo e do empreendedor para o desenvolvimento das atividades econômicas e sociais do setor da pesqueiro, bem como mostrar as possibilidades de atuação do profissional técnico em pesca em um contexto moderno, onde os arranjos produtivos locais influenciam nas tomadas de decisão do empreendedor, foi algo que também me motivou a traze-los até aqui na G pesca, destacou o Tio Bill.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página