Ir direto para menu de acessibilidade.
Brasil – Governo Federal | Acesso à informação
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

IFPA homenageia aluna do Campus Bragança eleita para o Parlamento Juvenil do Mercosul

Giselly Correa Barata, do curso técnico em Desenvolvimento de Sistemas, recebeu diploma das mãos do reitor do IFPA, professor Claudio Alex Jorge da Rocha

  • Publicado: Quinta, 28 de Março de 2019, 16h13
  • Última atualização em Terça, 09 de Abril de 2019, 09h09
  • Acessos: 185
imagem sem descrição.


O Instituto Federal do Pará reconheceu, com a entrega de diploma e homenagens, a estudante Giselly Correa Barata, do Campus Bragança, que foi eleita a representante do Pará para o Parlamento Juvenil do Mercosul. Giselly recebeu o certificado de menção honrosa das mãos do reitor do IFPA, professor Claudio Alex Jorge da Rocha, em cerimônia realizada nesta quarta-feira (27) em Belém.

“Os institutos federais são exemplos dentro do contexto educacional público brasileiro, rendendo frutos e contribuindo com o desenvolvimento do país. Vida longa e próspera à Rede Federal”, comentou Giselly, logo após a cerimônia, que homenagou outros estudantes premiados em olimpíadas científicas em 2017 e 2018.

Em dezembro de 2018 Giselly foi eleita com uma votação histórica para o projeto do Mercosul: foram 1.217 votos, a mais expressiva entre todos os candidatos do País.

O Parlamento Juvenil promove a discussão entre estudantes secundaristas de soluções para os problemas da educação dos países que formam o bloco. O projeto da aluna de Bragança pode ser lido em bit.ly/ginoparlasul.

Aos 17 anos, Giselly coleciona outras conquistas importantes no âmbito da educação. Também em 2018, ela foi uma das representantes do Pará no Parlamento Jovem Brasileiro, projeto da Câmara dos Deputados que leva estudantes ao congresso para discutir propostas relacionadas à educação pública. Em Brasília, Giselly defendeu a proposta de incluir no currículo básico do ensino fundamental atividades sobre o patrimônio histórico e cultural.

No Mercosul, a estudante de Bragança cumprirá um mandato de dois anos. O primeiro compromisso oficial de Giselly será na sede do Mercosul, em Montevidéu, Uruguai.

registrado em:
Fim do conteúdo da página